15/12/2009

O que não gostas do Natal?

Todos falam dos presentes, dos enfeites, da família disto e daquilo que admiram nesta época do ano, mas esquecem de falar daquilo que não gostam
O que não gostas do Natal? é a questão...
É a época da obrigação, em que a solidariedade e o gosto em oferecer uma lembrança não existe....
É a época da reflexão, em que parece que tudo volta a superfície, as pessoas andam chateadas, revoltadas, tentando através de actos de caridade, esmolas apagar alguns pesos de consciência... vê-se mais nos velhotes casmurros este tipo de atitude
É a época do consumismo exagerado, até fico com a impressão que há famílias que só come no Natal... é a época dos exageros por excelência
É a época da convívio de família forçado, não se falam o ano inteiro andas as turras todo o ano, mas é tradição passar o Natal em família tocar a juntar as ovelhas...
É a época dos ciúmes, entre os país e os sogros que cada um puxa o seu filhinho/a para seu lado...
E tu tens um Natal perfeito?

Eu confesso que desde que casei o meu Natal alterou-se um pouco, é triste mas é verdade, tenho saudades do meu Natal em que não havia sogros, cunhadas, cunhados que em vez de se juntarem a festa dificultam a união obrigado-nos a fazer escolhas...

8 comentários:

im disse...

Gosto do meu Natal de sempre...até gosto das conversas que se repetem todos os Natais, e que me fazem esboçar um sorriso de reconheciemnto!

Beijos

Puzz disse...

Natal perfeito era aquele em que era o Pai Natal que trazia as prendinhas, a lareira estava acesa, com os avós e os primos todos à volta...

agora é um mês a "inventar" as prendas para cada um, preocupações com quem vem à ceia, memórias de quem já não volta, saudades da tradição como ela era e, pior de tudo, saber que não volta a ser como era...

pepita chocolate disse...

Concordo contigo; o pior que o Natal pode ter é ter que se decidir com quem partilhar o Natal... Decisão difícl. dolorosa até.

Adoro... ou melhor, adorava o Natal, pelo espírito e não pelos presentes, mas desde o ano passado que o Natal parece ter deixado de existir. este ano não faço árvore nem presépio; não tenho vontade... e as prendas foram compradas por obrigação, é a mais pura das verdades.

Beijoca!

Carla disse...

Não gosto das confusões nas ruas e centros comerciais. fica tudo louco a correr de um lado para o outro possa!

mjf disse...

Olá!
Eu no Natal detesto os fretes que tenho de fazer :=(
rhsrhs

Beijocas

Malinha viajante disse...

Com o consumismo exagerado, perde-se muitas vezes a magia desta época. Como disse a mjf, também destesto os fretes que tenho que fazer, infelizmente...até um dia!
bjs

Ana Sofia Sousa disse...

A parte dos sogros e cunhados/as ainda (ou já não lol) partilho :)
Eu adoro o Natal...o espírito...o estar com a família! Tenho saudades dos meus rituais de pequena...o calendário de chocolate em que cada dia comia um quadradinho esperando ansiosamente pelo dia 25...saudades de acreditar no pai Natal...saudades dos desenhos animados que via com o meu mano e papas...:D
Agora é o consumismo total :( não só para os miudos que são...miudos, mas pior para os adultos! Que horror!

LP disse...

Eu passo sempre o Natal com a mesma família, onde se incluí a grande im! E não pude deixar de não comentar o que ela diz: as caras são as mesmas, as conversas são as mesmas, as piadas não se alteram e até a comida é previsível (mas sempre deliciosa!).

Mas é aquele onde me sinto bem, com as pessoas que gosto e de quem em orgulha trocar os presentes!!

Agora isso de ter de dividir famílias deve ser mesmo muito chato, o melhor não será ir cada um a seu lado só durante o Natal?

Beijinhos