16/06/2011

Suicídio

"Às vezes penso o que quero da vida.
Às vezes se quero viver.
É penoso estar vivo.
Não sei o que significa viver.

Tem quem espere a Morte,
ela não vem.
E cavam a sua procura
mais do que de tesouros ocultos.
Será loucura?"

O Suicídio, uma palavra que muitas vezes soa estranha, começa a fazer parte dos nossos dias mais do que se esperava, o ano passado a minha vizinha tentou-se matar atirando-se de um 3 andar de madrugada, houve-se histórias mais histórias de conhecidos de amigos, de familiares de colegas de trabalho, ontem mais 1 resolveu por fim a vida, um colega de trabalho do PP, difícil de entender.

5 comentários:

Bernardo disse...

Bonito

mfc disse...

Acho que temos o direito de dispormos da própria vida!

LP disse...

O pior é tentarmos entrar na cabeça das pessoas. Não apoio o suicídio, embora não o condene. Simplesmente há coisas que não podem ser explicadas... :/

Um grande beijinho de saudades!!

Rafeiro Perfumado disse...

Eu não compreendo o suicídio e não o aceito, apenas em casos honrosos. Agora porque se perdeu o emprego, ou porque não se anda bem de finanças, ou de amores, é pura cobardia.

CG disse...

Eu não gosto de julgar essas pessoas, apesar de não compreender o suicídio. Sabe-se lá o que vai dentro da cabeça delas, o sofrimento deve ser enorme para chegarem a esse ponto...
Big Kisses